Esse foi um fim-de-semana diferente.
Família inteira se reunindo aqui em casa.
É muito ver todos por perto. Tanta coisa aconteceu. Tantos caminhos se extenderam, e as vezes é preciso uma sorte desta pra ver toda a galera de volta. Faltaram vários primos, tios e tias, avô e avó... É uma saudade sem fim.





Tenho buscado alternativas, refugos para fazer minhas atividades.
Principalmente com as dafaculdade. è realmente uma bola de neve. Se deixo de fazer uma atividade, a coisa embola de uma forma que fica custoso tomar as rédeas.
Mas vamos prosseguindo...





Por falar nisso, lembrei de uma música da Comuna.
Faz quase 1 mês que não apareço na Comuna.
Pela inexistência de amigos, não há cobranças.
E também pastores, compromissos e comprometidos.


Me surpreendo em confiar e querer me animar com pessoas que emanam hipocrisia.
Assim como eu, falam e poetizam um mundo que querem ver mas não movem uma palavra sequer. Nem são palavras ao vento, porque o vento se move, ams estes só sabem depender de pastores, bandas, elogios e gutilidades. Como os amo e os enojo. A essencia se perdeu e nela eu fui junto.


Me animo com uma idéia de algo novo. sem barreiras, dedismos, e des.apontamentos.





Que venha Águas...


nessa correnteza EU PULO!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu carinho e recado.