I like to move it, move it

uhu... Fds e fim de vida de solteira em completo movimento.

Quinta nos encontramos com o Dhe, pra conversar um pouco ...não falamos quase que absolutamente nada sobre o casório. Sexta fui nos correios, enviei alguns dos ultimos convites... foram aprox 200, familiares, amigos, colegas que não podem ser esquecidos entre outros. Além de mais algumas dezenas de convites virtuais, por causa da distância e do tempo que não encontro algumas pessoas. E dia de arrumar as coisas da mudança.


Sábadão foi o dia de mudança. O apê está tomando forma, não vô falar que tá lindo, mas meu cafofo tá gostoso! A cama já chegou, semana q vem chega o colchão que compramos sábado. Além disso, pela manhã fomos na costureira, e a minha roupa de noiva está pronta, eu me estranho muito nela... não parece ser eu, é tão mulher, tão casada... demais... =] Depois de experimentar meu look completo tive que repensar no meu penteado, e terei de fazer algumas mudanças. Vai ser cool!

Hoje foi dia de sair atrás dos travesseiros e cestos e utilitários para casa (não fiz chá-de-cozinha) Ganhamos o nosso fogão... (é assim, ummm Brastemp!=]) do Fe, Kel e da Clarinha (pitita)... Terça passo o dia a esperar pela chegada do fogão... e montando alguns detalhes da decoração na casa. Ganhamos alguns presentes e, sinceramnete, estou louca pra tirar da caixa, mas isso é só pra depois da lua-de-mel.

Por falar nisso, eu não sei o que faria sem o Diogo nessa vida. eu o chamo de noivo neurótico, pq ele quer decidir tudo e se não está do jeito dele ele surta, enquanto eu pareço o noivo que vai pra cervejada com os amigos e espera tudo acalmar. Mas o diogo é Luz... me ajudando a definir as coisas da decoração ( pois é..parece estranho, mas o Di tá dando mais pitaco nisso do que eu) me clareando as idéias, e me tirando de várias enrascadas.... Q delícia q é tê-lo pra sempre pra mim!
Tá muito emocionante fazer as arrumações pro casório. 

Sábado é o nosso cívil, e convidamos dois amigos para serem nossos padrinhos. Pode parecer estranho, normalmente fazem isso com membros da família, mas optamos por colocar pessoas que fizeram parte da nossa vida em algum momento, e que por amá-los tanto, queremos criar um laço de amizade maior ainda. Eu chamei o Fábio, meu amigo cinéfilo que nasceu com alma de japonês, mesmo q não tenha nenhum raço físico disso, além do fato de viver a cultura japonesa em cada célula do seu corpo. O Di chamou a Andressa que trabalhou com ele no 6B estúdio, e que ele considera uma irmazona do coração... Só pra clarear, ela que foi com ele comprar a camisa e os adereços da roupa de noivo.. eu tava só pra dar o ok final. 
É muito bom ter amigos assim, que apesar da distância e do tempo sabemos que podemos sentar juntos e conversar durante horas de fatos e acontecimentos da nossa vida que nos fizeram tão bem... ou mal... como já diz aquele ditado brega, porém insubistituível "Recordar é viver". 

Nossa, tanta coisa acontecendo, tantas coisas passam tão rápido.
No meio disso tudo, ou na finalização de cada etapa, quase me esqueço de agradecer a Deus. è tudo tão rápido, tão automático, que se eu não parar, cometo o erro de não colocar meu coração em Deus e tentar agradecê-lo com o máximo de palavras úteis que puderem sair da minha boca as coisas maravilhosas que Ele tem permitido na minha vida.
Eu juro! Eu não pensava que Deus participaria tanto na minha vida ( no casamento) de forma tão prática como ele tem agido. O Amor Dele me constrange, meio que a cada minuto que paro pra observar e digerir os fatos do meu dia-a-dia. 

Deus é bom, verdade. E bondade é algo muito difícil da gente viver e encontrar.. 
Sempre que me analiso, vejo a cratera que existe em mim pela falta dessa qualidade.
Quem sabe agora, tendo e vivendo, eu aprendo ... certo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu carinho e recado.