Cartas trazem... Boas novas!

Ano passado postei este Ai Jesus, me lembra!
 Ele foi escrito no ano passado num momento de muito nervosismo, afinal eu tava indo fazer a prova do concurso. Bom, depois de um bom tempo,  eu já no desespero pra aceitar qualquer empreguitcho, recebo no começo da semana passada uma carta informando que eu tinha sido aprovada como Professora de Artes do Fundamental II e Ensino Médio e fui chamada para preencher vaga e pegar a habilitação para os exames médicos. Que delícia de notícia!!! Mas vcs não tem noção de como o começo daquele meu dia tinha sido difícil. Vou contar o que aconteceu:

Nesse dia eu fiz almoço e fui levar pro Di no trabalho, na volta passei em um armazem, que é especializado em material de costura e outras cositas do tipo. Na porta já tinha visto q eles estavam precisando de balconista. Pensei em me colocar a disposção até aparecer um outro trampo, mas enquanto isso me aventuraria a conhecer mais coisas do mundo da costura. Pois bem, e não é que eu tomei um grande: "Acho que vc não é tem o perfil pra nossa loja".  E ao invés da mulher só me liberar, ela vem me contar o pq ele acha q eu não seria o suficiente para o cargo... Poutz... eu segurei pra não chorar na frente da mulher. Tinha sido dispensada de uma vaga de balconista numa lojenha!!!

Vc deve estar se perguntando: - Mas como assim, vc quase chorou? Vc é sempre tão forte (pra não dizer grossa), nem parece tão sensível?  - Bom, querido.a leitor.a, quando o assunto é vaga de emprego o meu mundo vira de ponta cabeça e eu me torno o poço da sensibilidade, tanto que é por isso que eu não vou atrás de emprego, eu simplesmente me desmonto quando recebo um Não! O pq ? Sei lá, acho que isso é uma das coisas que mais afetam o meu ego: ser dispensável!!! Dói muito, principalmente pq a pessoa nem me conhece, não sabe do que sou capaz.

Depois de me desvencilhar da mulher que detonou a minha baixa auto-estima (se ela já é baixa, imagina pra onde foi néam?) vim chorando até minha casa. Poutz, pareciam 15 minutos eteeeernos. Cheguei em casa, e fui tomar um banho, além do calor, as lágrimas fizeram aquela melekera toda na minha cara. Depois de meia hora no chuveiro, sentada no chão, chorando copiosamente (óia a cena, Brasew) e orando... resolví sair da deprê. 
 Me troquei, e fui ler a Bíblia. E onde é que eu abro? No mesmo texto de uma música que fiz tempos atrás. Daí vem mais choradeira, não mais por vitimismo e sim constrangimento ao amor e cuidado de Deus por mim. Salmos 37

"3.Confia no SENHOR e faze o bem; habitarás na terra, e verdadeiramente serás alimentado.
4. Deleita-te também no SENHOR, e te concederá os desejos do teu coração.
5. Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele o fará.
6. E ele fará sobressair a tua justiça como a luz, e o teu juízo como o meio-dia.
7. Descansa no SENHOR, e espera nele;..."

Quer mais alguma coisa ou tá difícil? Depois dessa, o riso se fez presente e passei o dia todo cantando a melodia da minha música. Esquecí, de verdade, desencanei! 

O resto do dia passou, e a noite quando o Di chegou, ele me vem com umas cartas. Eu já achando que era propaganda,  quase tive um 'te.re.co' quando ví que era da Fundação pela qual tinha feito o concurso. A primeira carta que eu abrí falava que eu tinha sido aprovada. A segunda, dizia pra eu olhar no Diário Oficial, ver a data da minha convocação e enfim... ser feliz, pq Deus já tinha tomado conta de tudo e está no controle de toda a minha vida.  Comecei a gritar e o Di já ficou mó preocupado, foi baixando a minha bola, afinal ainda moramos num apê que as paredes só tão aqui pra fazer graça... rs

Enfim, gente tô atrás de toda a documentação. 
Ainda não sei quando vou começar a dar aulas, tem um tempinho ainda, mas enfim, minha vaga tá garantida e mais dia, menos dia começo a minha vida de funcionária pública... (ui... nada de entrevista de empregooo!!!)

Ah, vc deve estar se perguntando tb pq eu tô feliz se eu nem queria tanto assim ser professora. Pensando agora, com clareza, vejo que além de ter um emprego super seguro (tipo, não sou mandada embora e tenho muitos benefícios) minha formação é nessa área e não posso ignorar algo que realmente gosto (Artes). Quanto á vontade de ser crafter, isso eu posso esperar... ir trabalhando com as duas coisas ao mesmo tempo... amadurecer, ter mais dinheiro pra investir nessa área, e comprovar que tudo o que vem de Deus, vem melhor e no tempo certo!!!

Que bom poder dividir isso com vcs.
Ah, e já posso riscar mais um item na MINHA LISTA!
Agora são só 98 itens pra realizar!!!

4 comentários:

  1. Parabéns Pri!!!
    Vou te falar, é sempre bom ensinar as crianças e os jovens a gostarem de artes, falo por experiência propria, vivo rouca,cansada, mas me divirto com meus pequenos! Ainda dá tempo de pintar os meus quadros! Parabéns, que vc conquiste muito sucesso viu! beijos

    ResponderExcluir
  2. Ooie!!
    achei seu blog hoje num post sobre as luminarias japonesas(que eu AMO).
    adorei tudo por aqui!!1
    Sobre o post de hoje, primeiramente parabens pelo concurso!!! e tbm por dividir esta vitoria que tu conseguiu das maos DELE!!!
    Descansa nele, e todo o resto acontecerá!!!
    beijao

    Bia

    ResponderExcluir
  3. A VITORIA É DAQUELE QUE O CONTEMPLAR ;;
    TO ACHANDO QUE VC TA NO CAMINHO CERTO.
    A SUA TRISTEZA É MINHA TB;;;;;
    MAS A SUA VITORIA É NOSSA.....
    TUDO TEM SEU TEMPO,COMO DIZ A VOVÓ,
    TEMPO CURA QUEIJO,E NOS DA SABEDORIA,
    PRA RALAR O QUEIJO E FAZER,PÃO DE QUEIJO,...
    QUE VC SAIBA ENTRAR POR ESSA PORTA,
    E OCUPAR O ESPAÇO QUE JA ESTÁ PREPARADO PRA VC,,BJÃO..........

    ResponderExcluir
  4. Oi Gi... pois é... espero reencontrar essa paixão por ensinar tb. Isso aconteceu no estágio. Vamos ver como será... ui!! =]

    Bia
    Obrigada pela visita.
    Que bom poder dividir gostos.
    Seja sempre bem-vinda.

    Oi Mamãe..
    Fico feliz por trazer alegria a vc e o papai. E por saber que Deus está no controle de tudo, mesmo quando achamos que estamos sós.
    Amo vcs

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu carinho e recado.