"Que coisa feeeeeeia, que papelããããããão.."

Eu  prefiro interior à praia. 
Talvez pq na infância eu vivenciei minhas férias na chácara dos meus avós, lá em São José do Rio Preto, interior de São Paulo. Os encontros de família, o frango ao molho feito pela minha vovó, os 3 tipos de café que precisavam ser refeitos mais de uma vez durante o dia, já que mais alguma família ou visita tava chegando pra matar a saudade.
 O tempo passou mas as boas lembranças, histórias e fotos permanecem, trazendo uma forte brisa de uma nostalgia muito agradável. Pra ter novas histórias, relembrar de outras, alguns dos Silvas criaram um blog da família. Assim nos encontramos sempre, descobrimos tesouros fotográficos e parabenizamos aos que fazem aniversário. Nesse espaço, reencontrei duas fotos que amo, dentre inúmeras que registraram os momentos de alegria, preparados por um Deus e Pai perfeito que amo, para o que chamamos de FAMÍLIA.
 Tempo bom, de amizades, de confiança, de não querer ser o "café-com-leite" mas sempre ser, de estar entre duas geração de primos, eu era a "gente descalça" quando os mais velhos precisavam comentar alguma coisa adulta, ou a mais mandona quando as meninas ainda ficavam na barra da saia. Brincávamos de bete, de pega-pega, de Changeman, FlashMan, e o que mais desse pra inventar, afinal tinha que servir pra todos os 9, 10, 11... enfim! Momentos memoráveis, tão divertidos que não tinha necessidade alguma de qualquer brinquedo. Como dizem as boas línguas "Menos é Mais".

Me lembro das tardes de chuva que, depois de cessarem, deixavam poças de lama que se transformavam em fonte de brincadeiras e alegrias, bolas de lama eram arremessadas, poças viravam alvo pra cair ou pular.Me lembro depois da cara dos meus pais, tios e da vó que não permitia que nem um só neto se aproximasse da porta, até nos lavarmos na pia e tirarmos a crosta terrena que nos envolvia. E essa é umas das fotos que mais ilustram um desses momentos:

Primaiada: Naná, com a Pérola no colo, Elionai, Fernando, Edjane, Rebeca, eu e o Bruno.


No chiqueiro... fazendo festa!

Detalhe: eu, no canto. Sempre atrás do Nai.
Hehehe, tudo o que eu queria era dar um bju na bochecha dele.



NHÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉ - PÁH!
(piada interna)
Gente, agora deu mó saudade.
Ahhhhhh... =]

4 comentários:

  1. Pri, tenho a seqüencia dessas fotos... vc quer?? rsss

    ResponderExcluir
  2. Quero muuuito!!!
    Manda, manda, manda!

    ResponderExcluir
  3. senta que la vem hitoria ....gente essas ferias foram marcada,nessa idade a PRI muito pequena,mas ja aprontava vcs viram a cor da roupa e dos pés?: se é que isso é cor,mas dessa vez o gessel foi com gt,voltou pra sp,p/tb a semana toda e foi buscar a gt uma semana depois,a noite a pri começou a chorar querendo o papai,falei seu papai foi tb e só volta daqui uma semana ela começou a chorar,eu disse tudo que tenho do seu papai é uma foto e uma cueca (limpa).. claro que ela aceitou dormiu agarrada e num chorou mais (belo amuleto) mas que foi util a isso foi..

    ResponderExcluir
  4. Poxa Pri,eu lembro dessa rejeição, rsss. E lembro tb q eu e o fe judiavamos tanto de vc. E era tao divertido. rsrrsrs
    Mas veja bem, hj vc tem o poder e pode zuar com os mais novos. Lembro q qd estava fazendo confidencias para a Quel, esperávamos vc sair, olhando firmemente e vc emburrada ia caçar a sua turma, e não tinha ngm.
    Que dó.
    Mas depois vc se tornou minha amiga, A raquel e a Edjane nao tinham mais tempo p mim, era o quinteto, os juniores, os adolescentes... ai eu sobrei.
    Mas daí me sobrou vc. E nessa época éramos tão fifiiis, a gente não aliviava p ngm. rsrsrsrsr
    E vc me admirava pq eu era bocuda e falava o que nem sempre devia. Mas graças a Deus, vc não seguiu meus péssimos exemplos. E hj é mais discreta, uma mulher casada, que faz cookies, além de táo talentosa, criativa.. já te disse mil vezes que vc escreve tão bem... tem umas idéias super HIPER MEGA BLASTER. Devia montar um buffet... sei lá, vc e a Quel são perfeitas para cuidar disso. Enfim, amo vc e te admiro, VC É LINDA.

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu carinho e recado.