Ai meu corpitcho...


Todo mundo já viveu aquele dia de cão.


Quando tudo começa certinho e feliz, com grandes planos pra se concretizar (tipo eu, que iria pro trabalho, ficaria de boa, terminaria meus diários, depois voltaria pra casa, tentaria expulsar o rato - isso é tema pra outro post e iria pra festa de confraternização das amigas de trabalho) e ficar com aquele dia bem guardado na memória. 
Hoje FOI esse dia... a primeira parte até o esquema de "terminar meus diários" quase deu certo... até q eu recebi uma ligação do Di pedindo uma calça pq ele precisaria urgente ir pro Fórum da Zona Sul resolver o esquema do processo com a financiadora..e bom, sem bermuda não se entra lá! Até então, ok! 



Voltei pra casa, o dia tavaquentinho já, prometendo aquele fuá semanal. Peguei a calça e parti pra me encontrar com ele no metrô. Blá, blá, blá. 


Na volta, pegamos o metrô e descemos no Tatuapé, já que o Di tinha deixado a mochila dele no trabalho. Fomos para o ponto, uns 3 quarteirões a frente de mala e cuia, prontos pra pegar um ônibus direto pra casa. 5 minutos pá-pum...chegou o ônibus entramos e o ônibus apagou.


Desligou, morreu, afundou, sei lá o que, mas o bichano soltou fumaça e todo mundo teve que descer. Tá...vamos esperar o próximo, tá logo aí..tipo uns 15 minutos... tipo uns 30. Tipo uns 35 min no máaaaaximo, tipo uns 45 minutos. Ah vai, a gente espera só mais 5 minutinhos e pega outra rota... e foi que uma hora e 15 minutos depois, e as promessas fajutas do cobrador dizendo que do terminal tinham saído já 3... ( 3 o dele!) a gente volta bem arrependido, com suas ore *ah peraí que eu quase matei meu personagem no The Sims agora... e pronto* orelhas tão fartas. Com seu osso roído. E com o rabo entre as patas. 



Pegamos uma lotação do cão, cheirando a coisa fechada. Aquele sol, aquele vapor subindo do asfalto, aquelas menina com o cabelo raspando na nossa cara qdo estamos em pé, Paramos no Ceret pra pegar um busão vazio que viesse direto aqui pra casa. Enfim, sentados e um pouco menos desconfortáveis rumamos a nossa bela moradia...lembrando que ainda tem um rato a ser destituído do nosso aposento real. Vale lembrar que nos "meus dias" eu fico super simpática, paciente e me sinto tão linda, leve e sensual e abuso de vestidos brancos e espacates, assim como toda bela moça que se preze em um comercial de Always ... Chegamos, depois daquelas intermináveis paradas que o ônibus gosta de dar... eu suando bicas e desesperada por um banho. Daqueles com "croro"!


Cheguei em casa, no mesmo horário em que eu deveria estar a caminho do jantar de confraternização... no mesmo horário em que eu deveria estar pronta, de banho tomado, com o humor lá nas alturas, super preparada pra uma noite de muitas diversão e risadas. Deveria, mas num deu nada certo. Já que nem dava tempo de me arrumar ...sério eu tava um caco... tomei um belo e demorado de um banho, deixei meu corpo do jeito que ele deveria estar a essa hora... limpo e cheiroso e sem mágoa no coração. Enquanto o marido descobria que não tinha rato nenhum e desmontado nosso quarto inteiro, que eu tive que arrumar depois de um jeito que ficou da pontchenha das oréba!

Depois do banho... o sol foi embora... chegou um ventinho refrescante e meu humor se tornou mais agradável... Finalizando assim, meu dia canino! Mâs....  Preciso confessar meu pecado.. nunca me contrariei tanto hoje. Só Jesus entendeu meu coração..pq uma hora eu pensava..."ser contente em toda e qualquer situação"... daí eu fingia ficar contente, esperando que aquele sorriso tirasse o meu ódio de ainda não ter um carro e ter que pagar uma fortuna num mísero apê. Depois eu pensava "em TUDO dai graças" e logo em seguida eu amaldiçoava o ministro dos Transportes. Bom, durante essa longa jornada, de 3 horas pra chegar em casa ( o que eu fazia antigamente em 50 minutos) ...eu aprendí!

Aprendí que eu quero e preciso de um carro. Aprendí que Deus me ama e eu não preciso mais pegar metrô nem ônibus para trabalhar e aprendí que eu não tenho sorte! Aparentemente não ganharei nenhuma Mega-Sena, e que vou ter que ralar pra ter meu carro, pq nesse mundo só quem faz merda ganha... E eu não sou alguém de merda! Portanto TRABALHO, nega! Pq Jesus disse que " no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, pois eu Vencí o mundo"...
Juro que as vezes me pergunto se Cristo não quis dizer "mas tende bom humor.." pq óia...pre "ledar quéss veeeda" Só rindo! Depois de umas boas lágrimas com a cara encostada no vidro do ônibus questionando Deus pq ele não fez minha família um pouco mais abastada"... mas isso é intimo e eu num devo me expor! Afinal, não sou esse tipo de pessoa!

Ps* Alguém, já viu meu vídeo teste pro BBB?


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu carinho e recado.