Três semanas longe da minha terra...


O emocional tem me pegado forte nestes últimos dois dias. Toda vez que oro, penso sobre minha família ou começo a pensar em nós 4 aqui em Toronto, as lágrimas vem junto com preocupações que nunca tinham me incomodado e meu coração derrete. Eu sigo confiando no cuidado e amor de Deus...
mas as saudades e a dúvida sobre não saber como lidar , mesmo com as coisas mais simples, te deixam extremamente chateado e se sentindo muito incapaz.

Qual botão girar, como pagar, qual estação, que ônibus, o que é sabão, qual é o leite "normal", abrir conta, colocar crédito no celular.... escolher, todas essas pequenas coisas do dia-a-dia ACABAM com a nossa cabeça. Passamos a primeira semana procurando apartamentos, fizemos algumas compras, abrimos conta no banco, compramos chip pra celular afinal num novo país não se vive sem a mãe Google. Parece muito simples, mas imagina tudo isso, numa língua ( que vc estudou e entende praticamente tudo) mas simplesmente TRAVA quando chega sua hora de falar, além disso, lidar com inglês falado por tailandeses, árabes, chineses, numa rapidez que te deixa com aquela cara de "Hein"... como eu sou tapado! Rs

É incrível como esquecemos tão rápido de tudo o que nos deixava desanimados no Brasil: o funk, o desrespeito, o barulho, o excesso de pessoas, a política, o medo e a insegurança... falava pro Di, no Brasil, que a gente precisava fazer uma lista das coisas que nos incomodavam, pra quando a gente chegasse no Canadá e sentisse falta do nosso país, pudesse ler a lista e acalmar o coração.

 Não tem sido fácil. Não mesmo!!!
Mas ansiamos por dias melhores, em que estaremos mais calmos e confiantes.
O frio não ajuda muito, apesar de ser bem legal essa história de neve... é divertido... pena que o Di esteja mal da gripe, porque se não, nos aventurávamos mais lá fora. Se Deus quiser, amanhã teremos boas no´ticias, mas só o fato de estarmos aqui é uma vitória. Agora bora crer e confiar no melhor de Deus para aqueles que esperam nEle. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu carinho e recado.