101 menos alguns: Ser corajosa, morar fora, aprender inglês...



Tô aqui procrastinando de escrever esse post porque não sabia se alguns desses tópicos alguns poderiam não considerar como realmente concluído, mas depois de pensar bastante e pesar os últimos meses e todas as experiências que vivi, achei justo comigo fechar esse primeiro ciclo. Portanto vamos aos tópicos:
Na 1ª posição: Aprender Francês/Inglês. 

Nos últimos dois anos, eu e o Di colocamos na cabeça que queríamos sair do Brasil. Inúmeros motivos nos levaram a essa mentalidade de fuga: assalto, roubo, ameaça de morte no trabalho, desrespeito dos vizinhos, falta de paciência, trânsito, impostos, corrupção, brasilidade negativa (esperteza que só quer ferrar o outro) entre outros problemas. tudo tava tão complicado e a gente tava tão negativo sobre as coisas que, assim que nos mudamos pro apto que sonhamos por 3 anos e enfrentamos problemas com os vizinhos, decidimos que iríamos morar fora do Brasil. Durante dois anos nos organizamos, colocamos como alvo eu cursar Fotografia no exterior e o Di foi atrás de um lugar onde a qualidade de vida extremamente superior ao  que temos na capital de São Paulo. Foi aí que encontramos o Canadá, a faculdade que eu achei interessante, e enfim, com etapas definidas fomos passo a passo caminhando em direção a esse sonho. Uma das etapas era ter uma nota satisfatória no exame de proficiência acadêmica de inglês para ser aceita pela faculdade. Fizemos um curso online pela English Town... um curso que eu super indico pra quem tá na fúria de aprender inglês sem sair de casa... e quer mudar a noção do que é pronúncia. Conversava diariamente com professores na Africa do Sul, America do Norte, Europa e até mesmo, Canadá. Foi muito válido. Apesar de que, quando cheguei no Canadá fiquei meio idiota e travada, mas ainda assim, me senti bem, afinal meu nível de inglês melhorou muito. Hoje em dia eu não tenho mais tanta trava pra falar em inglês, muito menos escrever...  então acho que melhorei bastante e alcancei meu objetivo.



Na 12ª posição da minha lista: Ser mais corajosa.
As vezes, algumas decisões que tomamos podem parecer o óbvio para nós, mas que para muitas pessoas é uma atitude extremamente corajosa ou impensada. Para mim, a decisão mais séria do ano passado foi exonerar meu cargo público como professora. Com 4 anos de experiência, poucas horas de trabalho e uma boa remuneração, abri mão desse emprego ( que nunca foi meu sonho, mas uma ótima ponte pra chegar aos meus objetivos finais) muitos colegas de trabalho me parabenizaram pela coragem de abrir mão de um emprego tão seguro pra ir atrás do meu sonho artístico. Honestamente, meu psicológico já queria isso há muito tempo e o fato de estarmos esperando pelo visto do Canadá me empurraram mais rápido em direção á essa decisão. Não me arrependo. Em nenhum minuto, afinal o preço emocional que eu estava pagando por aquela segurança não valia. A cada dia eu perdia mais minha alma, meus sonhos e meus objetivos começavam a se dissipar como as fracas nuvens de chuva que andam passeando no céu nesses dias de verão. Só de pensar que ainda me faltariam 21 anos pra pensar na aposentadoria... entrava em desespero porque eu sabia que eu sucumbiria á decisões muito mais loucas e precipitadas das que tomei durante o ano passado. Enfim... foi uma ponte, uma enooorme experiência... Se eu ainda tenho coragem de ser professora? Sim, porém minha pedagogia não é a das melhores e eu não indico pra ninguém. (Outro motivo pelo qual questiono minhas habilidades como mãe nessa vida!!!)


Item 95: Morar fora do Brasil. 
Muita gente vai falar merda e dizer que os quase 50 dias que eu fiquei em Toronto não valem como "morar fora", porém se a gente for pensar que tivemos que definir contratos, abrir conta no banco e contratar serviços para o basement que alugamos lá em Toronto, fazer mercado, comprar móveis, esperar funcionário pra instalar coisas na casa e afins, pra mim valeu como viver. Chegar num país novo,multi-cultural e ser bombardeado com novas decisões a ser tomadas quando não tem quase nada decidido por você é uma experiência extremamente poderosa e assustadora. Infelizmente, muita coisa deu errado nessa nossa viagem que duraria a principio 2 anos, e o nosso financeiro - que parecia bem certinho e organizado - acabou sendo o estopim pra gente colocar o ponto final e voltar antes de dar merda. O emocional falou alto pro Di (e pra mim, enquanto estávamos concluindo essa fase) e deidimos, felizes, voltar pro Brasil. Afinal, se é pra recomeçar, melhor ser no país onde vc já conhece como funciona todas as etapa e a questão é simplesmente encontrar um lugar mais tranquilo do que a metrópole medonha e usurpadora (ui) em que São Paulo se tornou. Falando em coragem. foi precisa muita pra deixar tudo de lado e falar: Vamos voltar! Isso não me incomoda! Todo dia é dia de recomeço e eu sou muito feliz por ter a oportunidade de não ter que me prender a uma rotina e permanecer nela por tantos e tantos anos, simplesmente porque não é o meu estilo. Ser, desde sempre, desprendido de um lugar... afinal de contas, tudo pode mudar... como a nossa opinião sobre Brasil mudou durante o tempo em que estivemos fora.  Os problemas do país podem não mudar,  mas a gente pode se afastar do que nos faz mal. Experimentar, dizer que gostou ou não... 
Só posso resumir que sinto muita falta do Tim Hortons, uma cafeteria estilo Starbucks, só que mais barata e mais variada e da Dollarama, uma loja no estilo 1,99 com preço máximo de 3 dólares com muuuuuuuuita coisa legal e doces bem baratinhos... Nhami! O que eu sinto falta de Toronto é o frio somente. Mas, se  a gente pensar bem, Bariloche tem neve e é logo ali. Rs. 

Eu tenho em mim um sentimento ruim que é voltar pra casa.. eu gosto dessa sensação de estar viajando e sempre que volto pra São Paulo, sinto um aperto grande no coração e uma tristeza sem fim. Talvez porque o ritmo de vida que tenho aqui não seja o que agrada o estilo de vida que quero levar. Mas enfim, vai saber... não tenho mais nada decidido nessa vida. hauhauh Sou livre, solta e nem um pouco leve..rs 

Bjus gente... 

Um comentário:

  1. Lindo seu blog, achei por acaso, vou acompanhar :)

    Se quiser visitar o meu, celofanerosa.wordpress.com

    Beijo!

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu carinho e recado.