Acabou meu interesse


Eu peço ao Senhor que a chatice da velhice já não tenha me pegado, porque se for isso, já era!
Moi, nos altos dos meus 32 anos já não aguento o mundo do jeito que tá. Difícil acompanhar o pique do universo, com tanto holofote apontado pro limite da babaquice humanista que as pessoas conseguem, cada dia mais, ultrapassar.

Tenho orado muito, pra florescer para Deus no lugar onde estou, mesmo que não realizando as minhas vontades ou projetos. Talvez eu seja fraca e falha (talvez???) mas meu realismo pessimista só vê graça na eternidade. Não sei o que ocorre. Não é aquela depressão do ano passado, a da hipo, mas eu sei lá... num quero ser a chata que reclama que tudo é fútil - afinal, eu gosto de varias banalidades inocentes como desenhos, costuras, bordados e música. Só sinto que é complicado se aprochegar das coisas do mundo porque elas fazem a gente caminhar cada dia mais e mais longe da comunhão com o Eterno.

Tanta coisa tem acontecido e despertado minha vida espiritual pra buscar e querer mais o que vem do Alto, que meu status de "estrangeira" vem ficando cada dia mais arraigado em mim. Falta muito ainda pra me parecer com alguém segundo o propósito de Deus, já que muitas vezes eu falho na minha busca e na organização do meu tempo para amá-lo, conhecê-lo e pra que Cristo se manifeste em mim, fazendo com que assim eu cumpra meu papel de sal da terra e luz do mundo. EU sei, só Cristo em mim, pois cada dia me vejo mais precisada de conhecer e conversar com Jesus, pra tentar ao menos reproduzi-lo no pouco. Sei que aí caio na religião, no "eu fazer" e desconsidero o TUDO que já foi feito na Cruz. Viver pela graça é um aprendizado. Passos pequenos, pequeninos no meu caso.

O Senhor é tão bom. Eu provo da sua Misericórdia diariamente. Já era pra eu ter acabado, consumida nas minhas maldades , incapacidades e temores, mas o Pai me enxerga pelos santos olhos da graça, e seu amor se derrama e é tão bom poder sentir isso. Viver pela Graça nos capacita a viver todo dia, e esperar pelo amanhã como se Ele fosse melhor em Cristo, pelo amor de Deus.

Deus tem cuidado tanto de mim, que o intensivo de "larga tudo e me segue" tá rolando continuamente aqui em mim, e Ele tem me ajudado (eu atrapalho bastante) a deixar dois altares na minha vida: a tv (no caso o Netflix, porque sinal aberto nem tem aqui em casa) e a comida (esse, é bem Genesis 4:7 "o teu desejo será contra ti e sobre ele tu deves dominar") e haja graça e espírito cheio do Espírito Santo pra dar os frutos.

Tempo novo, que temo que não será rápido. Se Abraão precisou de 40 anos até conseguir sua promessa, o que será de mim?  Perseverar é a palavra do ano, principalmente quando não se vê frutos. Todavia, é Nele que me alegro. Ele é a minha salvação!

"Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide, o produto da oliveira falhe, os campos não produzam mantimento, ainda que as ovelhas sejam exterminadas, e nos currais não haja gado,
todavia eu me alegrarei no Senhor, exultarei no Deus da minha salvação.
o Senhor é a minha força; torna os meus pés como os das corças"
Habacuque 3: 17,18 e 19.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu carinho e recado.