Vixi, voou!

Não é de hoje que os dias tem passado mais rápido. Aliás, desde que eu fiz 18 parece que a vida voou. As decisões que tomei, olhando hoje, me parecem um pouco precipitadas como o curso na faculdade e as mudanças de casa. Não sei se é normal essa crise dos 30, quando a gente ainda tem gostos de 18 e responsabilidade e cobranças de adulto.

Percebi que postei pouquíssimas vezes ano passado, e olha que não me falou tempo. Talvez inspiração, talvez alegria em compartilhar ou medo de me expor mais do que já foi feito.  Durmo e levanto com a insegurança ao meu lado, fujo de tudo o que me remete ao passado, por saber que poucas, das coisas que almejei eu consegui alcançar com sucesso. É chato depois de anos ver que o curso que escolhi me deixou meio que enfaixada, que a cidade onde moro tem um circuito quase inexistente de pessoas com quem eu dividiria os mesmos interesses. Me sinto presa aqui e presa em mim.

Não deixo de buscar a direção do Alto para o que posso fazer atualmente mas também não consigo acalmar a minha alma e deixar florescer o que posso plantar ainda aqui. Essas indignações que vem e vão com a humanidade e o pecado me cegam as vezes, e me pego revoltada e com um senso imbecil de justiça própria latejando mais do que um outdoor de neon. Cacete, será que aos 32 anos não dava pra eu ser menos babaca? Eu sei, que dentro de mim não existe bem algum, mas olha, eu queria, viu? Como eu queria umas qualidades de nascença.

Sei que tudo isso é a necessidade de reconhecimento e isso é pura falta de dar a Glória a Quem é devida. Esse treco de livre arbítrio me irrita muitas vezes. Admiro a soberania de Deus, mas eu reclamo minha possibilidade de errar. Queria muito ser ovelha, pra obedecer e seguir de vez o meu Pastor. Acho que o que mais dói atualmente é não poder dividir com mais ninguém essas incertezas, por não ter ninguém aqui perto pra papear esses assuntos da caminhada cristã. Ter tem, mas eu não tô no clima de querer abrir o coração de vez. Falar não me ajuda. Orar, talvez! Mas eu tô naquela fase de descrença, no maior estilo filho pródigo que pra gastar a herança e volta arrependido, e na semana seguinte tá lá de novo fazendo presepada.

Tô vomitando tudo isso porque quero muito estar errada amanhã.
 Enfim, então resolvi deixar meu coração e alma de lado pra postar aqui o que eu consigo tentar fazer bonito. E essa vai ser minha deixa daqui pra frente.... até.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu carinho e recado.